LGBT e reflexologia

Yaron Tzvi – Reflexologista profesional

Infelizmente, na maioria dos países do mundo (mesmo nos mais avançados) as pessoas da comunidade LGBT vivenciam mais estresse e medos como também enfrentam mais dificuldades na vida do que os heterossexuais.

Por um lado, existem pessoas que vivem no fundo do armário e levam uma vida dupla. Por outro lado, existem pessoas que vivem sua orientação e identidade sexual de forma aberta e com total abertura.

Cada um desses dois, junto toda a gama ampla e variada entre esses dois lados,  experimenta, experimentou no passado, ou experimentará no futuro algumas dificuldades e lutas que seus irmãos e irmãs heterossexuais não terão de lidar com.

A reflexologia é conhecida por muitas pessoas como um método de tratamento agradável para os pés.
Na verdade, a reflexologia é muito mais do que isso e tem camadas profundas.
A reflexologia é um método que combina diagnóstico e tratamento fisiológico e mental.

Ao contrário de outros métodos de toque físico, que geralmente tratam casos fisiológicos específicos, como músculos tensos, tendões tensos, etc, a reflexologia permite o tratamento fisiológico de todos os órgãos e áreas do corpo e ao mesmo tempo trabalha o aspecto emocional / holístico que na maioria dos casos é uma parte integrante do sintoma fisiológico do paciente.

Hoje, muitas pessoas sabem o quanto corpo e mente estão interligados. Muitas doenças e uma quantidade significativa de dor são resultantes e causadas por uma conexão direta com nosso estado emocional.
A medicina ocidental também sabe como conectar o estresse e a tensão emocional com muitas doenças e com uma variedade de condições médicas.

O objetivo principal da reflexologia é acalmar o corpo, facilitar, conter e ajudar a drenar toxinas, medos, dificuldades e desperdício fisiológico e emocional.

Abrir espaço para ar novo, energia nova e recarregar baterias.

Como mencionei acima, a reflexologia não é apenas um método de tratamento, mas também um método de diagnóstico. Os pés são como um livro aberto ao reflexologista, que pode usá-los para ajudar no diagnóstico e, com o tempo tentar aliviar esses problemas e condições.

Como a reflexologia atinge os aspectos fisiológicos e emocionais, os membros da comunidade LGBT nem sempre se sentem confortáveis ​​com terapeutas que não são membros da comunidade.

Com o auxílio da reflexologia, é possível facilitar e acompanhar pacientes que lutam para sair do armário, durante os processos de mudança de sexo, bem como fortalecer o sistema imunológico de portadores do virus HIV e outras doenças sexualmente transmissíveis e muito mais.

Há um sentimento diferente quando se trata de terapeutas que fazem parte da comunidade LGBT. Existe a possibilidade de se sentir em casa, sentir-se à vontade para contar e compartilhar, para contar coisas que são pesadas e difíceis.

Existe a possibilidade de se-esvaziar de energia negativa que não era necessariamente fácil de ser esvaziado por terapeutas que não fazem parde de comunidade LGBT.

A reflexologia tem habilidades terapêuticas poderosas – sinta-se à vontade para descobri-las.

©Yaron Clinic
Yaron Tzvi – Reflexologia e Medicina Integrativa

Gosto disso? Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email